Castelo de Hohenzollern

O castelo da Casa de Hohenzollern, localizado a cerca de 50 km a sul de Estugarda e cuja origem remonta a 1061, foi a maior surpresa da minha recente viagem à Alemanha. Extraordinariamente desconhecido pelo comum turista, este castelo oferece a essência medieval e o misticismo idílico que todas as construções do género deveriam proporcionar, desde a paisagem envolvente, rodeado pela Floresta Negra, à sua magnitude fortificada e embelezada por altos torreões trabalhados com motivos góticos, é impossível decepcionar.

Admito que talvez todo este meu fascínio tenha sido exacerbado pelas condições atmosféricas, a neblina trepava pelo monte onde o castelo se assenta, as nuvens descarregavam pequenas gotas de chuva e juntamente com a falta de luz, permitiram captar as incríveis imagens que podes ver mais abaixo, com um tom negro que adoro e melhor ainda, completamente livre de turistas! (Algo impensável em Neushwanstein, seja em que condições for).

A subida até ao topo não é fácil, com subidas íngremes e imensas escadas pelo meio da floresta, mas digo-vos, todo o esforço é completamente recompensado assim que se vai atingindo os patamares superiores. Embora seja possível a subida por autocarro, na minha opinião perde-se grande parte do misticismo. Apenas tenho um ponto negativo a salientar: as visitas guiadas são disponibilizadas apenas em alemão! Como poderão imaginar, foi das visitas mais elucidativas que já tive o prazer de participar (#not). Safei-me graças aos cartazes em inglês que ia havendo pelo caminho e às traduções da minha tia, surpreendentemente, ia apanhando uma palavra ou outra de vez em quando e ficava todo histérico. Descobrimos ainda que a família de Hohenzollern tinha extensas relações com outras famílias reais da Europa e que inclusivamente, um dos reis chegou a casar com uma princesa portuguesa, que imaginem, fez a viagem até ao castelo de charrete!

De qualquer forma, o interior é de uma beleza absurda e mais uma vez, vale a pena o confronto com a barreira linguística. Não são permitidas fotografias no interior mas conseguem ter uma ideia da riqueza pela foto da capela.

Para uma despedida em grande, quando terminou a visita guiada, a chuva transformou-se em neve e vi-me transportado para o sonho perfeito de uma viagem de Inverno. Deixo-vos agora com algumas das fotos e convido-vos a visitarem este fantástico local, cuja manutenção e conversação depende exclusivamente dos bilhetes de entrada.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.