Atenas, o berço do Ocidente

Desde as suas profundas raízes históricas às praias de água quente e turquesa da riviera ateniense, a mítica capital da Grécia surge como uma cidade europeia incontornável, que oferece uma cultura incrível aliada a uma apurada gastronomia mediterrânea.

Apesar de apenas existirem voos diretos de Portugal para Atenas a partir de Lisboa, este destino vale bem a pena qualquer escala. A faixa de preços para reservas na janela ideal situa-se entre 150€ e os 250€, ida e volta.

Quando aterrei no aeroporto internacional de Elefthérios Venizélos em 2014, a minha melhor opção para chegar à Praça Syntagma, no centro da cidade, era o autocarro X95. Atualmente, o mesmo percurso pode ser feito através da ligação direta do metro, cujo tarifário pode ser consultado aqui. O sistema de bilhética foi também atualizado e funciona de forma semelhante ao cartão Lisboa VIVA e ao andante do Porto.

Quanto a alojamentos, recomendo que cliques aqui para visitar a página do Booking para encontrares o alojamento adequado às tuas necessidades.

  • Locais a não perder

O icónico Pártenon coroa a Acrópole, o ex-libris da cidade, é um templo dedicado a Atena, a deusa padroeira, e é considerado o pináculo da arquitectura grega clássica. Cada elemento que o compõe é único e criado para produzir a perfeição geométrica da perspetiva do observador. Apesar de ter sofrido bastante com a história da cidade, a sua morfologia atual confere-lhe um misticismo assombroso. É um símbolo da Humanidade e cada um de nós deveria ter a oportunidade de o visitar pelo menos uma vez na vida.

Ao lado do Pártenon surge a famosa casa das Cariátides, ou como é conhecido oficialmente, o Erecteion, mais um templo dedicado a Atena e a Poseidon. Segundo a Wikipédia, no seu interior vivia uma serpente, para a qual se oferecia um bolo sagrado cuja recusa era tomada como sinal de mau agouro para os atenienses.

Escavado na vertente sul da Acrópole, o Odeão de Herodes Atíco é um teatro cuja imponência é avassaladora. Antigamente era, na verdade, coberto e poderia receber cerca de 5000 espectadores. Esporadicamente, ainda hoje é palco de alguns eventos culturais.

Na antiguidade clássica, o Areopagus servia de local de arbitragem de casos de justiça e de discussão e reflexão de vários assuntos como educação, ciência e filosofia. Para além disso, a partir desta colina obtêm-se vistas magníficas da Acrópole e da Ágora Antiga.

Na Ágora Antiga, localiza-se o Tempo de Hefesto. Este monumento é considerado o mais bem preservado templo grego do mundo. Dedicado a Hefesto, deus grego do fogo, dos metais e da metalurgia, este templo conversa todas as suas colunas e grande parte do tecto.

Ainda na ágora, é possível também visitar a Stoa de Átalo, um local de comércio e cultura, que oferecia protecção das intempéries e do calor abrasador aos seus utilizadores. O exemplar atual trata-se uma reconstrução que reproduz fielmente a estrutura original.

A área de Monastiraki, localizada no centro histórico, é um dos principais pontos da cidade e nela convergem vários locais de comércio tradicional, de culto e até mesmo de arqueologia, como a Biblioteca de Adriano que lhe é vizinha.

O bairro de Plaka é a área mais tradicional da cidade e conserva em si o verdadeiro espírito helénico. Perder-se por entre as suas ruas, decoradas com vegetação, munidas de elegantes edifícios e espaços de restauração é um “must” para quem visita a cidade.

O Museu da Acrópole é um prodígio da arquitectura! O chão de vidro permite vislumbrar as ruínas sobre as quais foi construído e vários elementos da sua configuração foram criados para simular a ascensão da antiga rampa da acrópole, assim como a sala do Pártenon contém o mesmo número de colunas do monumento. Esta é também a nova casa de 5 das 6 Cariátides originais.

Na região litoral sul da cidade, forma-se um conjunto de praias, na sua maioria concessionadas, que prometem ser o refúgio da azáfama do centro de Atenas e satisfazer as necessidades de qualquer turista amante de praia. A água cristalina e quente da Riviera Ateniense, combinada com paz, tranquilidade e um serviço de praia ao melhor nível fazem todos os problemas desaparecer.

Recomendo as praias da região de Voula e Vouliagmeni. Para chegar até lá é necessário apanhar um elétrico na praça Syntagma com um percurso de uma hora até à estação terminal mas acredita, vale a pena todo o esforço! Os preços praticados variam de acordo com a época do ano e é consideravelmente mais barato durante a semana.

Inspirando-se na mitologia grega, a arquitetura da reitoria da Universidade de Atenas demonstra o potencial do design clássico em embelezar edifícios contemporâneos e funcionais. Uma verdadeira obra de arte! Nesta zona é também possível encontrar o Museu Nacional de Arqueologia, com um espólio desde os primórdios da civilização helénica.

Na conhecida Praça Syntagma situa-se o Parlamento Helénico. O edifício apalaçado e a sepultura do Soldado Desconhecido são guardados sob uma guarda tradicionalmente vestida que efetua a parada da Troca da Guarda a cada hora com movimentos bastantes peculiares.

A estrutura original remonta a 566 a.c. e as suas ruínas foram restauradas para alojarem os primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna em 1896. Desde então, o Estádio Panatenáico foi utilizado em diversos eventos, incluindo na competição de tiro com arco nos Jogos Olímpicos de 2004, que também decorreram na cidade. No seu interior alberga ainda um memorial dos Jogos Olímpicos, onde é possível observar exemplares das tochas olímpicas ao longo dos anos, incluindo o altar onde é acesa a primeira tocha de cada edição.

Na Grécia antiga, Zeus era o rei dos deuses do Olimpo e este templo, construído em sua honra, foi um dos maiores e mais famosos do mundo. No seu interior, possuía uma enorme estátua de ouro e marfim do deus dos raios e do trovão. Ao longo da História sofreu pilhagens frequentes e hoje restam apenas algumas colunas. De lá, é possível obter uma vista deslumbrante para a Acrópole.

Para além de Atenas ser um destino de sonho para muitas pessoas, o custo de vida não é alto, o que nos permite fazer umas férias dentro do orçamento! É também importante referir que as principais atrações turísticas têm entrada gratuita para estudantes da União Europeia mediante apresentação de um cartão de estudante válido, assim como o sistema de transportes da cidade oferece descontos até 50% sobre a tarifa normal.

Para descobrires mais sobre esta cidade e sobre a forma como marcou a minha experiência de viagem ao aventurar-me sozinho, clica aqui.

Anúncios

4 Replies to “Atenas, o berço do Ocidente”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.