Fim-de-semana em Valência

Estás à procura de um lugar para passar um fim-de-semana calminho? Que tal Valência? Esta cidade fica situada na costa leste de Espanha (Costa do Mediterrâneo). Valência é uma cidade lindíssima, muito antiga (existem relatos desta cidade A.C.) e é considerada uma das mais visitadas de Espanha.

Tem um clima ótimo, cerca de 17ºC em média durante todo o ano sendo que é muito, muito raro apanhar temperaturas negativas. Também é muito raro chover, contudo, eu e as minhas amigas não tivemos tanta sorte. 😅 Segundo o dono do hostel onde ficamos hospedadas, em janeiro de 2017, quando visitamos a cidade, esteve o pior tempo dos últimos 15 anos. Que sorte, hein? Ainda assim, a cidade não perdeu o seu encanto.

Todo este fim-de-semana foi acessível, a viagem de avião ficou por 30€ e escolhemos o Russafa Youth Hostel (quarto de 3 camas), num dos bairros em ascensão, bem no coração da cidade, também muito barato (para duas noites ficou por aproximadamente 90€ – 30€ a cada uma). Os quartos e as casas de banho eram bons, bem como o pequeno-almoço incluído que era muito completo. Para as deslocações mais longas chamávamos sempre um Cabify. Todas as viagens juntas ficaram por mais ou menos 10€ a cada uma.

No sábado fizemos todas as visitas a pé, já que todos os locais a visitar eram no centro da cidade, a chamada Ciutat Vella.

No centro da cidade encontrámos o imponente Mercado Central de Valência, um dos mais antigos mercados da Europa, ainda com muita vida. Inaugurada no ano de 1928, esta estrutura com uma arquitetura de estilo modernista, alberga centenas de bancas a vender desde produtos alimentares a souvenirs. As cores que vislumbramos neste lugar são de outro mundo, os produtos alimentares frescos e a variedade de outros produtos deixa-nos com vontade de comprar tudo.

À volta deste mercado estão a Igreja de Sant Joans e a Loja da Seda. O interior desta igreja é de cortar a respiração com todas as suas paredes revestidas a pinturas e com um estilo gótico Valênciano. Em frente, não podemos deixar de visitar a Loja da Seda, construída entre 1482 e 1548 com o objetivo de mostrar o poder comercial da cidade e atrair comerciantes desde o sec. XV.

Se caminharmos um pouco vamos de encontro à Plaza de la Virgen, um lugar mágico com a Fuente del Turia no centro que lhe confere um ambiente ao qual é impossível ficar indiferente. Um dos monumentos desta praça é a Catedral de Valência que, à semelhança da igreja referida acima, foi construída sobre uma mesquita e tem o mesmo estilo arquitectónico. Nesta, tanto o interior como o exterior são incríveis de se visitar.

Se gostarem do tema Arqueologia não podem perder o Centro Arqueológico de L’Almoina (2€) inaugurado em 2007 onde podes encontrar vestígios de várias épocas e podes também caminhar até à Torre de Serranos, já mais na periferia da Ciutat Vella.

No domingo era imprescindível  visitar a Praia de Malvarrosa com o seu enorme arial e águas quentes, menos nos dias que lá fomos. 😅 Para terminar este fim-de-semana de descanso mental não podia faltar a Cidade das Artes e das Ciências que inclui edifícios onde podes assistir a cinema, visitar museus, caminhar pelos trilhos, visitar o maior Aquário da Europa, assistir à Ópera e tantos outros edifícios que ainda só estão pensados.

Os locais a visitar em Valência (pelo menos os do coração da cidade) são extremamente baratos, ou seja, a entrada nunca é mais que 5€ (se fores estudante ainda tens descontos).

Para as refeições, claro que nesta maravilhosa cidade, não pode faltar a famosa Paella. Experimentamos este famoso prato num pequeno restaurante na Praça de la Virgen e, no domingo, no restaurante La Paz junto à praia. Fenomenal! 

Podes também tentar provar a bebida típica da cidade/país – Horchata de Chufa – é uma bebida de origem vegetal e não alcoólica, na Horchateria Santa Catalina. Pessoalmente, não gostei! Mas para quem quiser experimentar é uma bebida que leva água, açúcar e tubérculos de Junço. É servida fria, geralmente, acompanhada de um doce/biscoito, que é suposto embeber na chufa.

Para passar um serão de sábado mais cultural comprámos um bilhete para o Café Mercedes onde assistimos a um concerto de Baptiste Bailly e David Minguillón, uma mistura e Jazz e Flamenco que deixou, algumas de nós, apaixonadas.

Em suma, é uma cidade muito bonita e que se consegue ver bem num fim de semana, especialmente, em dias de bom tempo. Recomendo vivamente porque, para além de ser tudo muito barato, é um lugar com muita história, gente simpática, cultura e um ótimo local para fazer praia. Aproveitem para visitar, sozinho, com amigos ou em família. Não há como errar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.