Girona, pitoresca e medieval

Longe da azáfama de Barcelona, algures no nordeste da Catalunha, situa-se uma pequena cápsula do tempo chamada Girona. Esta cidade, tornada ilustre pela série de televisão Game of Thrones, transporta-nos para o tempo dos reis e princesas e em simultâneo nos lembra de Florença, com as casinhas coloridas penduradas sobre o rio Onyar.

Apesar de possuir um aeroporto a pouco menos de 10 quilómetros, que eu tenha conhecimento, nenhuma companhia aérea faz ligação direta a Portugal. Sendo assim, decidimos aproveitar a ocasião de visitar Barcelona para alugar um carro e partir numa road trip à descoberta do norte da Catalunha. Bastou uma breve pesquisa para adicionar Besalú e Aiguablava à lista de paragens obrigatórias.

Como qualquer cidade espanhola que se preze, também Girona possui várias ruas e praças de acesso pedonal, com uma grande oferta de lojas e restaurantes a preencher as galerias circundantes. A noite é igualmente agitada e não faltam pequenos bares nas ruas calcetadas por pedras centenárias, e acreditem quando digo que me diverti bem mais do que em Barcelona, por bem menos!

O marco mais icónico da cidade é a catedral e se puxarmos pela imaginação conseguimos ainda vislumbrar Cersei Lannister a descer nua pela escadaria, com sinos a tilintar no meio dos insultos do povo. A construção do edifício iniciou-se no século XI e prolongou-se por várias centenas de anos, o que resultou numa mistura de estilos arquitectónicos, desde o românico ao barroco, passando também pelo gótico.

A magia exacerba-se na Páscoa, altura em que à semelhança do que acontece um pouco por toda Espanha, ocorrem procissões que recriam a crucificação de Cristo, com direito a soldados romanos e uns militantes um quanto macabros com chapéus pontiagudos.

Toda a arquitetura é bastante apelativa e vale a pena explorar, a cada esquina, encontramos um cenário retirado de uma pintura medieval e é prudente andar sempre de câmara na mão. Na foto acima vemos a escadaria do convento de Sant Martí Sacosta.

Também as pontes sobre o rio proporcionam perspectivas interessantes para o casario pitoresco e vale a pena uma visita aos banhos árabes e a todo o quarteirão judeu, com as suas ruas apertadas apetrechadas de lojas de lembranças.

O centro histórico da cidade encontra-se, em grande parte, cercado por uma muralha que data do século XIV, possui jardins escondidos e várias torres que oferecem vistas incríveis sobre King’s Landing (err, desculpem!), Girona, tornando-se inevitável que a música do genérico da série da HBO nos ecoe no cérebro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.